quarta-feira, 21 de março de 2007

Dos grandes problemas

Encontrei este texto escrito pelo Miguel Ruah ou Lobo Vermelho no www.fogodavida.com

Espero que seja verdade. Que as coisas sejam mesmo assim.
Reconfortou-me depois de ter tido uma vida que foi acima de tudo uma sucessão de grandes problemas.
Espero que lhe faça o mesmo efeito em si.

Costumo dizer que a nossa força e intensidade se medem pela dimensão dos nossos problemas. Quando vejo uma pessoa com um problema enorme, faço sempre questão de lhe dizer “Olhe, você tem um problema desse tamanho porque esse é o tamanho do aprendizado que a sua Alma pediu à Vida antes de encarnar”. Almas grandes têm que ter problemas com uma dimensão compatível. E quando há pessoas que têm a vida toda desconjuntada e que estão a lidar com vários problemas grandes ao mesmo tempo, o que eu lhes dou é sobretudo o que aprendi sobre gestão de empresas, para não deixarem o trabalho acumular em cima da “secretária da Vida”. Aí, as pessoas aprendem a ser terra-a-terra com a espiritualidade. Força já elas têm, senão não tinham convidado tantos problemas e daquela dimensão. Então, quando é assim, basta a pessoa tomar consciência da sua força e do seu Poder Pessoal. Ao mesmo tempo, têm que usar a lógica do coração e deixar de usar a lógica da cabeça, que é o que as está a confundir e a fazer perder tempo.

1 comentário:

Fada Oriana de A Ilha dos Amores disse...

Olá Maria,
Acabei de conhecer o seu blog, e a si, um pouco, e fiquei muito interessada. Engraçado, eu querer escrever-lhe qualquer coisa, e estar aqui esta entrada sobre pessoas com Uma vida com dores e problemas que parecem ultrapassar as capacidades de qualquer ser humano... Assim tem sido a minha vida, posso admiti-lo.
Oxalá seja assim como diz o seu amigo, sim, oxalá.
Cumprimentos.