quarta-feira, 21 de setembro de 2011

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

The Ross Sisters - Solid Potato Salad (DVD Quality) Full Video


Quero ter esta flexibilidade!
E tambem cantar bem. E você?

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Carta de Amor aos meus Amigos/as

Ontem, durante a minha festa de anos, uma das convidadas fez uma síntese muito divertida:
-" Maria, a tua casa é o melhor local en Portugal para arranjar marido! Todas as mulheres se queixam que não há homens. Que os que ainda nos vão aparecendo são gay... Mas aqui é só homenas do melhor que há! E hetero.  Uau! Brilhantes, inteligentes, cultos, bem educados, pessoas boas, bem formados. E muitos deles até  bem giros. Tenho que vir cá mais vezes."
Pouco depois apareceu-me um grande amigo meu a dizer o equivalente acerca das mulheres presentes e das que costuma encontrar por aqui.
E eu fiquei mais que muito encantada por outros reconhecerem que os meus amigos, de quem gosto muito e fui reunindo ao logo da vida são mesmo pessoas boas, incriveis e excepcionais. <3 <3 <3
Passei tantas decadas sentindo-me sozinha e agora tenho um grupo maravilhoso de amigos/as! :-)))
Obrigada por existirem no meu mundo. <3 <3 <3 Adoro-vos! :-)))

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Finding Joy Movie

Finding Joy Movie: "Helen Keller said, "The best and most beautifiul things in life cannot be seen, not touched, but are felt in the heart." Some of the most beautiful things in life are also the most simplistic."

quarta-feira, 22 de junho de 2011

domingo, 19 de junho de 2011

Limpezas Sustentáveis: Bicarbonato de sódio e Vinagre

Acidic vinegar kills some germs and microbes and inhibits their growth; cuts grease, lime deposits and soap buildup; disinfects and deodorizes; removes stains, shines and polishes. 
I use white vinegar for practically everything I clean, from my wood floors to my toilets. I mix about ½ cup of vinegar with a cup of water and add a little orange or lemon essential oil to make a wonderful, all-purpose sanitizing spray. I also like to put a little in a small bowl and place it on a high shelf to absorb odors, and I use vinegar scented with essential oils to wash garbage cans and remove pet stains.
...the importance of checking the label before you buy white vinegar to make sure it’s made from natural ingredients. If the label says “grain alcohol,” “neutral grain spirits” or “wine,” it’s made from natural ingredients such as corn, apples or grapes. Avoid anything that says “synthetic alcohol,” as it’s likely petroleum-based.

Baking soda is an effective (and cheap) deodorizer that also scours and removes smudges or scuffs from floors. When my dog has an accident inside (which, in her defense, is almost always my fault), I add a few drops of lavender essential oil to baking soda, sprinkle it on the rug, let it dry and vacuum. This formula is much more pleasant smelling and healthier than the chemical formulas that are sold for this purpose. I also use a thick paste made from baking soda and water to clean my oven—simply apply the paste, let it sit overnight, remove and follow with a swipe of vinegar-water solution. (You can play with the ratios. One of the great things about cleaning with these simple ingredients is that it doesn’t have to be an exact science.)
The real fun happens when you combine baking soda and vinegar in to clear sluggish drains. Pour in ½ cup of baking soda and chase it with ½ cup of vinegar, then watch it fizz as the acid and alkaline react to each other. It’s so much fun that my kids beg to clean the drains!

quarta-feira, 15 de junho de 2011

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Largada de Toiros no Montijo: 26/06/2009

Largada de Toiros no Montijo: 30/06/2009

Pescadores de Montijo no Mar da Palha

Procissão de S. Pedro 2009 - Montijo

Um retrato fotográfico do Montijo

Um passeio pelo Montijo

Quinta do Saldanha Montijo

Negocios Ecologicos

Clique aqui para descobrir o seu novo negócio. A sua nova vida.
Mais livre e feliz! :-)

NOAH - Eggmachine


Tadinhas das galinhas! :-/
A viverem num prédio de apartamentos como tantos humanos.

Apenas poetas podem ser professores. Porque o conhecimento que não passar pelo coração pode ser perigoso.

One lesson we can learn from pre-industrial peoples is the power of storytelling. I am struck by how important storytelling is among tribal peoples; it forms the basis of their educational systems. The Celtic peoples, for example, insisted that only the poets could be teachers. Why? I think it is because knowledge that is not passed through the heart is dangerous: it may lack wisdom; it may be a power trip; it may squelch life out of the learners. What if our educational systems were to insist that teachers be poets and storytellers and artists? What transformations would follow?
-Mathew Fox

domingo, 22 de maio de 2011

sábado, 14 de maio de 2011

Adiado o Lançamento do meu Romance " Alice na Revolução"

Pois foi.
Foi adiado o lançamento que esteve marcado para este sábado, dia 14 de Maio.
A editora entendeu que, apesar de ser um romance que se lê muito bem, o tema não é light. Portanto não para a praia; pois é um livro adequado para se ler à lareira. Eles lá sabem de seu oficio.
Assim o lançamento foi adiado para o tempo frio.
Logo que tenha mais dados aviso da nova data.
Agora sorria e que todos os seus mais belos sonhos se tornem realidade. :-)))

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Não pirilamparás a mulher do proximo


Aproveite pois é do melhor para terapia do riso. Em versão facil. ;-)

terça-feira, 19 de abril de 2011

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Filme Lindo

A História da Sua Escravidão (The Story of Your Enslavement in Portuguese)



?????????????????????????????????????????????????????????????
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
??????????????????????????????????????????????????????????????

sábado, 9 de abril de 2011

Sobre o Nattô

NATTÔ
por Rui Rato a Sexta-feira, 8 de Abril de 2011 às 22:26

NATTÔ

Indicações:

• Prevenção do cancro ;

• Prevenção de osteoporose ;

• Efeito antibiótico ;

• Previne acidente vascular cerebral ;

• Previne ataque cardíaco ;

• Melhora a assimilação e digestão ;

• Melhora as funções cerebrais ;

• Anti-envelhecimento ;

• Prisão de ventre ;

• Prevenção de problemas intestinais ;

• Fortalece o fígado ;

• Hipertensão ;

• Fortalece os rins e órgãos sexuais . 

Desde a antiguidade, sabe-se que o nattô promove a limpeza intestinal.
O número de bactérias existentes no nosso intestino atinge a cifra de 100 triliões, distribuídas em 100 espécies. Explicando em deta lhe de 1/3 a 1/2 das fezes é constituído de massas de bactérias intestinais. A palavra bactéria nos fez imaginar, bactérias nocivas, como as patogénicas, mas nem todas elas são prejudiciais. Entre as bactérias intestinais, existem as benéficas e as no civas e a campeã das primeiras é o já conhecido lactobacillus bifidus.
 Esse lactobacillus bifidus é o representante das bactérias benéficas porque desempenha as seguintes funções no interior do organismo humano, de crianças até de idosos:
• Impedem a proliferação das bactérias nocivas que promovem a putrefacção ou sintetizam substâncias cancerígenas no interior do intestino.
• Sintetizam vitaminas do complexo B.
• Ajudam a absorção dos factores nutritivos.
• Activam o funcionamento intestinal e promovem a limpeza intestinal, prevenindo prisões de ventre e diarreias.
• Aumentam a imunidade, fortalecendo a resistência do organismo contra as doenças.
• Promovem a defesa contra as bactérias nocivas vindas do exterior, eliminando-as.

Entre as bactérias nocivas, destacam-se as coli-patogénicas, bactéria Welchii, as quais produzem substâncias nocivas através da putrefacção das proteínas e gorduras no intestino. As bactérias nocivas são muito temidas porque durante o processo putrefacção e decomposição de proteínas animais, podem produzir substâncias causadoras do envelhecimento e do cancro. Assim, é muito importante o papel das bactérias bifidus que atacam e eliminam as bactérias nocivas. A Pyrazine é a enzima responsável pelo cheiro distinto do nattô. Têm a função de impedir o sangue de coagular. A nattokinase é outro tipo de enzima descoberta pelo Dr. Hiroyuki Sumi, durante a pesquisa dele em 1990 na Universidade de Chicago. É responsável pela viscosidade do nattô. Têm também a função de dissolver coágulos do sangue.
Os coágulos de sangue obstruem o fluxo de sangue e conduzem ao ataque de coração e acidentes vasculares cerebrais. 60 % da causa de senilidade mental entre anciões japoneses é devido à presença de coágulos de sangue. Uma enzima chamada urokinase, extraída da urina, está a ser usada como agente dissolvente de coágulos sanguíneos e custa (aproximadamente 200 dolares=37.000$00) por dose, tem uma acção de aproximadamente 30 minutos. Em contraste, 100 g de nattô têm a mesma efectividade e um custo muito menor. Além disso, uma vez absorvido em nosso corpo, a nattokinase continua a ser efectiva por aproximadamente 8 horas. O nattô foi um alimento muito importante na dieta japonesa durante cerca de 1.000 anos. É popular entre as pessoas que vivem na parte oriental de Japão. O professor Hiroyuki Sumi diz que o derrame cerebral e ataque cardíaco tendem a acontecer por volta das 10 horas de segunda-feira de manhã. Assim ele diz que a melhor altura para comer nattô é durante
o jantar de domingo. A nattokinase é sensível ao calor e perde sua efectividade a partir de 70°C, por isso é melhor comer o nattô cru. A soja é rica em lecitina e ácido linoleíco que ajuda a purificar o sangue. A proteína do feijão de soja preserva a elasticidade dos vasos sanguíneos e evita a pressão alta. Uma pesquisa em 1989 na Universidade de Harvard em 20,000 americanos masculinos chegouse à conclusão que tomando uma aspirina todos os dias reduz a
tendência a ataque de coração. Porém, recente pesquisa diz que comendo produtos de soja diariamente têm o mesmo efeito, porém sem os efeitos nefastos da aspirina. A aspirina tende a fazer o sangue facilmente solúvel, e é conhecida por causar sangramento até mesmo num estômago saudável. Por isso não é uma boa solução.

PREVENÇÃO DE OSTEOPOROSE:

Outra pesquisa japonesa revela que pessoas com osteoporose têm uma taxa muita baixa de vitamina K no sangue, cada 100 gramas de nattô tem cerca de 870 microgramas de vitamina K2. Também há um relatório que o ácido poliglutamínico que se encontra na parte viscosa do nattô ajuda na absorção de cálcio do intestino.

PREVENÇÃO DE CANCRO:

De acordo com Dr. Decano Ornish, Director do Instituto de Pesquisa de Profilaxia em Sausalito, Califórnia, os japoneses do sexo masculino têm quatro vezes menos cancro da próstata que os americanos.
Os japoneses consomem produtos derivados da soja em vez de carnes como fonte de proteína. Foi largamente demonstrado o efeito anti-carcinógeno da substância chamada phytoestrogen existente na soja e ainda do infrabin que é responsável pela pigmentação da soja. A Dra. Amy S. Lee da Universidade de Medicina da Califórnia informou
a existência de um tipo de isoflavona chamado genistein, existente em grande quantidade na soja, que reduz a velocidade e a taxa de reprodução das células cancerosas em ratos.
O Centro de Pesquisa de Cancro no Hawai informou em 1997 que o genistein e ainda o daidzein e outros tipos de isoflavonas presentes no feijão de soja previnem o cancro uterino. Outra pesquisa mostrou a efectividade contra o cancro de rim e mama. A soja contém ainda selenium que é um mineral anti-cancro, contem ainda fibras que ajudam na limpeza intestinal, prevenindo o cancro do intestino grosso.
Também há um relatório que não só a soja, mas também as bactérias de nattô têm um efeito de anti-cancro. De acordo com o Jornal De Desporto do Japão, de 1996 de 25 de Setembro o Professor Yukio Kameda de Universidade de Kanazawa administrou em ratos bactérias do nattô e mostrou que as células cancerosas deixaram pura e simplesmente de se desenvolver.

EFEITO ANTIBIÓTICO:

As bactérias do nattô têm um efeito anti-bacteriano em doenças como a febre tifóide e disenteria amebiana. O ácido dipicolínico que também foi encontrado no nattô é um agente anti-bacteriano de acordo com uma pesquisa japonesa. Há algum tempo atrás quando não havia antibióticos, o nattô era usado como um tipo de medicamento contra a disenteria, tifo e outras doenças intestinais. Em 1936, antes da guerra Naval Imperial, um tenente médico chamado Arima Genkai declarou que um paciente seu eliminou a bactéria de para-tifo num curto espaço de tempo quando antes não tinha respondido a todos os outros tratamentos durante cinco meses (Jornal Médico Naval, Jornal  da Universidade Médica de Hokkaido 1936-1938).
Uma pesquisa feita no Japão sobre o nattô, revelou a existência de várias substâncias antibióticas como o bacitracina, polimixina e uretina (Jornal de Bacteriologia do Japão de 1980). Outra experiência revelou ainda que os esporos do nattô inoculados no intestino delgado são capazes de eliminar a salmonela (Ozawa Kyousuke, Eisei Gijutsu Kai Publicação, 1983).

PREVENÇÃO DE PROBLEMAS INTESTINAIS:

Em boas condições intestinais de pH, temperatura, densidade de fluidos, as bactérias do nattô podem em 30 minutos produzir várias enzimas que ajudam na assimilação. São elas a protease que ajuda no desdobramento das proteínas em aminoácidos; amilase que converte hidratos de carbono complexos em glicose; lipase que converte gordura em glicerina e ácidos gordos; celulase que converte as fibras em hidratos de carbono mais simples. Outras são urease, peroxidase, catalase e pectinase. A maioria das bactérias benéficas (85%) do intestino como o Lactobacillus bifidus e que são destruídas no estômago quando existem condições excessivamente ácidas, de  frio intestinal, má circulação intestinal ou excesso de líquidos (densidade), os quais fazem diminuir a actividade enzimática, originando mal absorção, gases, inchaço, prisão de ventre crónica, alergias e contaminação geral do organismo com excesso de dióxido de carbono e carência de oxigénio, não chegando portanto aos intestinos. Mas bactérias do nattô podem sobreviver à jornada e chegar aos intestinos onde ajudaram na digestão. A celulose presente no feijão de soja ajuda na proliferação do Lactobacillus bifidus.

EFEITO ANTI-ENVELHECIMENTO:

A lecitina entra em grandes proporções em produtos de cosmética natural. Têm a função de regular a quantidade de gorduras, das células da pele, eliminando o excesso de gordura, sendo portanto benéfica para a obesidade e colesterol elevado. A pele das mulheres japonesas é mais lisa comparando com as mulheres americanas e europeias devido ao consumo de produtos derivados da soja ricos em lecitina.
A soja contêm 85% de gorduras não saturadas (ácido linol e ácido linolínico) ambos com função semelhante à lecitina. A proteína da soja também restringe a acumulação de gordura do corpo exaltando a actividade da hormona da glândula tiróide que em troca acelera a queima de gorduras. Além, do inflavina e flanovoidina presentes na soja terem uma composição semelhante às hormonas das mulheres.
Por isso é importante as mulheres quando se aproximam da menopausa consumirem produtos derivados da soja, em vez de usar drogas hormonais com efeitos colaterais adversos.
O nattô é rico em vitamine E e outras formas de vitaminas. A vitamina E é antioxidante e ajuda na circulação do sangue. Apesar das suas qualidades o nattô deve ser consumido moderadamente.
1. Adicionar shoyu, ou tamari e mexer muito bem cerca de 100 vezes, no final adicionar cebolinho picado ou nabo cru ralado.

O SEGEDO DA LONGEVIDADE - OS TRÊS TESOUROS DA ALIMENTAÇÃO NATURAL

O meu amigo Rui Rato na Sexta-feira, 8 de Abril de 2011 às 23:27, publicou isto no Facebook. E entretanto tambem o publico aqui com gratidao.
Segundo ele os 3 segredos da Longevidade são:

1º - Comer e beber pouco e a horas regulares.

2º - Mastigar e ensalivar bem, cerca de 50 a 80 vezes.

3º - Comer alimentos da estação, biológicos e de origem vegetal.

1º - SHO-SHOKU

Comer e beber pouco e a horas regulares.

“Quem come e bebe pouco, mesmo com uma constituição débil, terá boa longevidade e prosperidade e será feliz na velhice. E normalmente não adoecerá. Tal pessoa pode parecer fraca, mas por dentro é forte” - Namboku Mizuno (1757-1825).

“Quem come e bebe muito, mesmo com uma boa constituição, terá infortúnio, morrerá cedo e será infeliz na velhice.” - Namboku Mizuno (1757-1825).

“Quem come e bebe muito, mesmo com uma alimentação simples, terá infortúnio, morrerá cedo e será infeliz na velhice. Pessoas rurais são excepção a esta regra” - Namboku Mizuno (1757-1825).



Segundo pesquisadores da Universidade de Washington, em Saint Louis, nos Estados Unidos, o hábito de consumir refeições menos calóricas interfere na produção de diversas substâncias, entre as quais uma hormona da tiróide, o T3. E só isso, de acordo com os cientistas, já bastaria para retardar o envelhecimento precoce. As provas vivas e não similares são Canto e Owen, dois dos macacos que participaram de uma experiência de restrição calórica conduzida pelo gerontólogo Richard Weindruch no Centro Nacional de Pesquisas com Primatas do Estado de Wisconsin, nos Estados Unidos. Canto, 25 anos, 445 calorias por dia, está com o pêlo reluzente, com mais vitalidade, olhar alerta, postura correcta e boa disposição. Owen, 26 anos, 885 calorias por dia, parece pai dele, encurvado pela artrite, calvo aqui e ali, barrigudo e enrugado.

Três grupos de ratos: o primeiro, mantido em gaiolas com farta disponibilidade de alimentos (alimentados ad libitum, em linguagem técnica).

O segundo sofreu um corte de 30% no número de calorias diárias; e o terceiro, um corte de 60%. Curiosamente, os que receberam 30% menos calorias diárias viveram 30% mais, e os que tiveram um corte de 60%, viveram 60% mais do que os alimentados ad libitum. Experiências semelhantes foram repetidas com diversas espécies unicelulares e multicelulares.

Alguns dos resultados estão relacionados abaixo:

* Paramécia (protozoário de água doce):

Dieta normal: Vida média = 7 dias / Vida máxima = 13 dias

Restrição calórica: Vida média = 13 dias / Vida máxima = 25 dias

* Pulga de Água (unicelular):

Dieta normal: Vida média = 30 dias / Vida máxima = 42 dias

Restrição calórica: Vida média = 51 dias / Vida máxima = 60 dias

* Aranha:

Dieta normal: Vida média = 50 dias / Vida máxima = 100 dias

Restrição calórica: Vida média = 90 dias / Vida máxima = 139 dias

* P. reticulata (peixe ornamental dourado):

Dieta normal: Vida média = 33 meses / Vida máxima = 54 meses

Restrição calórica: Vida média = 46 meses / Vida máxima = 59 meses

* Rato Branco:

Dieta normal: Vida média = 23 meses / Vida máxima = 33 meses

Restrição calórica: Vida média = 33 meses / Vida máxima = 47 meses

* ANÁLISE DAS CONCLUSÕES:

Quando uma mesma intervenção provoca resultados semelhantes em espécies tão disparas quanto seres unicelulares, aracnídeos, peixes e mamíferos, dificilmente poderia deixar de ser válida para a espécie humana.

1. Muitos pesquisadores procuraram esclarecer se a restrição calórica por si só aumenta a longevidade, ou se o faz em virtude da ingestão de menos gordura ou outros componentes da dieta. Os trabalhos foram unânimes em demonstrar que a primeira hipótese é a verdadeira: restrição de gordura, proteína ou carboidratos sem que haja diminuição do número de calorias ingeridas não é capaz de alterar a longevidade. Da mesma forma, estudos que testaram o papel dos suplementos alimentares com multi-vitaminas ou anti-oxidantes na dieta falharam em demonstrar qualquer impacto no aumento da sobrevivência dos animais.

2. Para esclarecer o papel do exercício físico na duração da vida há um trabalho clássico feito com dois grupos de ratos alimentados com dietas de idêntico conteúdo calórico. O primeiro grupo permaneceu em gaiolas pequenas, sedentário. O segundo foi colocado naquelas gaiolas com rodas penduradas, nas quais o ratinho anda o tempo todo sem sair do lugar. O exercício físico pode evitar a morte precoce devida a causas passíveis de prevenção, mas não retarda o envelhecimento. Ninguém conseguirá bater o recorde oficial de 122 anos de vida para a espécie humana à custa do exercício, embora possa deixar de morrer de enfarte cardíaco aos 52 (o que não é pouco).

Na ilha de Okinawa, a população consome uma dieta mais tradicional, em média 17% mais pobre em calorias do que no resto do Japão. Em Okinawa, a mortalidade por doenças cardiovasculares, derrame cerebral e certos tipos de cancro é 31% a 41% mais baixa do que no resto do país. Lá, também, o número de indivíduos centenários é 40 vezes maior do que em qualquer outro lugar do Japão.

Na Suécia, altos níveis de consumo calórico estão associados a uma maior incidência de cancro da próstata. Estudos epidemiológicos sugerem que a mesma associação exista para cancro de estômago,intestino e, possivelmente, mama.

Rapidamente, acumulam-se dados sugestivos de que dietas com alto teor calórico tenham implicações na instalação da doença de Alzheimer, Parkinson, insuficiência cardíaca, aterosclerose e outras enfermidades características da idade avançada. Parece que a “restrição calórica retarda o processo de envelhecimento do coração como um todo”, diz Prolla, cujo grupo empregou poderosas técnicas moleculares para estudar aproximadamente 10.000 genes no coração.

“A descoberta mais clara e consistente com animais e seres humanos é que o excesso de calorias independente da fonte alimentar, em cobaias por exemplo a redução de 30% de calorias pode reduzir em 80% o cancro” - Walter Willet (um dos maiores nutricionistas mundiais).

“Quem come e bebe a horas irregulares, terá infortúnio, e não poderá realizar os seus objectivos. Estas pessoas realizam pouco e cansamse ao completar 80 a 90 % da sua meta” - Namboku Mizuno (1757-1825).

2º - SO-SHYAKU

Mastigar e ensalivar adequadamente.

A saliva é o melhor remédio. Os alimentos são a fonte da nossa energia vital, a origem do nosso sangue. Trinta biliões de células morrem e renascem por segundo. O que significa que a nossa possibilidade de auto-renovação e auto-cura é inacreditavelmente espantosa. A selecção adequada dos alimentos, bem como da sua preparação dependerá a nossa vitalidade psicossomática.

A mastigação e a ensalivação são as únicas actividades que podem se ser reguladas pela nossa vontade própria. A saliva ou líquido divino como é designada em japonês (shin-eki), contém: (i) gamaglobulinas, que têm um papel fun damental no con trolo da leucemia, devido à sua capacidade de coagulação do sangue; (ii) o interferão, que con trola as células cancerosas; (iii) a opiorfina, que os cientistas testaram in vivo em testes com ratos de laboratório, e descobriram que 1 grama do analgésico salivar natural (opiorfina) tinha o mesmo efeito que 3 gramas de morfina quando a dor era induzida por uma substância química. Quando a dor era «mecânica» (através do teste dos alfinetes), era necessária uma dose seis vezes maior de morfina do que a de opiorfina para tornar as cobaias insensíveis à dor; (iv)parotina, hormona que retarda o envelhecimento; (v) enzimas bactericidas, como a lisozima, que destrói as bactérias.

Há algum anos atrás, no laboratório de pesquisas bioquímicas da Universidade de Tóquio, foram levadas a cabo experiências para determinar a acção enzimática da saliva sobre processos cancerígenos.

Culturas de bactérias foram submetidas à acção de materiais reconheci damente cancerígenos tanto de natureza orgânica, quanto inorgânica, ocorrente no meio natural ou não. Assim, sob o efeito dos materiais triptoano, aflatoxina e af-2, ocorreram transformações neoplasmáticas degenerativas imprevisíveis na estru tura das bactérias em experiência. Porém, ao adicionar-se saliva humana à cultura de bactérias uma determinada percenta gem delas recuperou a normalidade de con dições em apenas 30 segundos! Em pouco tempo a totalidade da cultura ficou regulari zada. De facto, a mastigação completa a ensalivação. A mastigação é a condição de garantia radical contra todas as doenças, além de ser um dos principais meios de recupe ração de afec ções, as mais diversas, inclusive o cancro.



AS VANTAGENS DA MASTIGAÇÃO:



1. Melhora a Digestão



A mastigação produz saliva e a saliva (sal+iva) possui sal orgânico que evita a fermentação dos alimentos e a consequente formação de gases, com todas as consequenciais nefastas dai advindo. Quanto mais se mastigar mais facilitada será a digestão, ao mastigar estamos a fazer uma pré-digestão e sentiremos menor necessidade de beber líquidos que também atrasam e desconcentram a digestão.



Há alguns anos atrás um americano chamado Flecther começou a difundir a necessidade da mastigação. O número de curas foi tão elevado e difundiu-se de tal forma, que chegou até a haver campeonatos de fietcherização, nome popularizado que foi dado à mastigação. Depois, caiu no esquecimento. O estadista inglês Gladstone obrigava os filhos a mastigar 36 vezes cada bocado. George Ohsawa costumava dizer que :”Devemos beber o sólido e mastigar o líquido.”

2. Produz mais Resistência

Observando os animais, reparamos que os animais carnívoros geralmente devoram as suas presas rapidamente. Esses animais movimentam-se muito rapidamente, mas somente por distâncias curtas.

Esses animais não conseguem fazer nenhuma actividade que exija resistência prolongada. O animal selvagem mais rápido que se conhece é a chita, o qual pode atingir até 110 km por hora em distâncias relativamente pequenas, ao caçar animais vegetarianos, como antílopes, veados ou coelhos. Mas se não conseguir agarrar a sua presa em pouco tempo, desiste da mesma. Os animais vegetarianos como os cavalos, búfalos, antílopes ou veados conseguem correr durante muito tempo a altas velocidades. Eles possuem força, porém também resistência. Na qualidade de humanos, queremos quantidade e qualidade de energia.



3. Promove Curas mais Rápidas



As pessoas que aprendem a cozinhar adequadamente, que se nutrem bem e que mastigam até os alimentos se tornarem líquidos, além de praticarem exercício físico diário são as que têm as melhores probabilidades de se recuperar mais rapidamente e mais completamente das suas doenças. Em resumo, essas pessoas aprenderam a ter completa responsabilidade por si mesmo. Repetindo, a quantidade de esforço e consciência que colocamos em qualquer coisa que façamos será reflectida nos resultados obtidos.



4. Desenvolve mais Paciência e Auto-Controlo



Necessitamos de disciplina para mastigar adequadamente. E se tivermos disciplina nas refeições, haverá também disciplina nas nossas vidas. Também desenvolveremos maior paciência. Quando estivermos impacientes, sentiremos também impaciência ao mastigar. Uma produz a outra. Mais mastigação produz mais paciência; mais paciência produz mais mastigação. O prazer momentâneo ao ingerir alimentos nocivos desaparece rapidamente.



5. Reduz o Volume de Comida Desejada Quanto mais se mastigar menos alimentos necessitaremos, porque conseguiremos extrair mais nutrição dos alimentos e nos saciaremos mais rápido. A mastigação é um dos melhores potencializadores nutricionais que existe. Ao diminuir a quantidade de alimentos, o estômago diminuirá também ele de tamanho, conseguindo assim produzir sucos digestivos mais concentrados e uma melhor digestão. Quando a nossa saúde melhora, precisaremos de menores quantidades de alimentos, porque absorveremos mais nutrientes com menos alimentos. Trinta e quatro milhões de americanos têm excesso de peso. Se é uma dessas pessoas, a mastigação pode ajudá-lo a conseguir chegar a um peso ideal. Ao consumir alimentos saudáveis mastigados adequadamente o corpo se tornará mais firme e mais “enxuto”. Há indivíduos que não perdem peso, qualquer que seja a dieta que adoptem.

Os resíduos dos alimentos parcialmente digeridos permanecem dentro do corpo. Depósitos de resíduos espessos criam um bloqueio no fluxo de energia. Essa energia torna-se então estagnada.

Entretanto, ao mastigar adequadamente de maneira natural poderemos atingir o peso ideal. Até a celulite pode desaparecer. Primeiro perde-se peso e depois a gordura ao redor dos órgãos internos. A energia e força vital começarão a fluir mais vigorosamente através de todo o organismo.



6. Cria maior Discernimento e melhora a Saúde Mental



A palavra que a língua japonesa utiliza para “mastigação” significa “bom entendimento”. Na Medicina oriental, o cérebro e o intestino delgado (área do “hara”) são conectados energeticamente. A condição dos intestinos afecta a nossa maneira de pensar. Se comermos menos e mastigarmos mais, o nosso pensamento tornar-se-á mais claro e o nosso cérebro funcionará melhor, especialmente se respirarmos profundamente enquanto comemos. A maior parte do oxigénio que entra quando inspiramos vai para o nosso sistema nervoso e para o nosso cérebro. A digestão também precisa de bastante oxigénio, sendo assim, ao respirarmos profundamente não roubaremos oxigénio da digestão para o cérebro. A combinação de menos comida e mais oxigénio cria um fluxo maior de energia. Mais importante ainda, essa combinação de menos comida e mais oxigénio ajuda a transformar os alimentos em glicose, a qual fornece mais energia para o organismo.



7. Potencializa a Nutrição e Absorção



O amido contido nos hidratos de carbono só é adequadamente digerido pela acção da ptialina salivar que se encontra na saliva. O que significa que a digestão dos amidos faz-se principalmente na boca. Quem se alimenta de cereais integrais e não mastiga não absorve satisfatoriamente.



8. Economiza



Quando se mastiga bem fica-se satisfeito com menos alimentos, e, portanto, gasta-se menos no supermercado. Além disso, a saúde melhorará, reduzindo as despesas com médicos e remédios. Os americanos gastam mais de 200 bilhões de dólares por ano com cuidados médicos. Saiba que existe uma conexão entre os hábitos de alimentação e a saúde.



9. Reduz a Apetência por Doces



As pessoas que mastigam muito pouco constantemente sentem o desejo de doces a todas as refeições. Aqueles que mastigam e ensalivam satisfatoriamente os hidratos de carbono complexos notam o sabor doce inerente a esses alimentos e conseguem diminuir a sua necessidade de doces e sobremesas. É importante para as pessoas que sofrem de hipoglicemia ou diabetes e desordens relacionadas com o pâncreas e baço (os quais controlam o açúcar do sangue) mastigar bastante - 150 vezes ou mais. Esses órgãos processam os açúcares. Quanto mais mastigarmos, mais doces os alimentos nos parecerão. O sabor adocicado dos alimentos, e reivindicar refeições sem tensões ou stress, colaborarão para diminuir a necessidade de apetência por doces.



10. Melhora o Sabor dos Alimentos



Qualquer alimento e em particular os hidratos de carbono, tornam-se mais doces quanto mais se mastiga. As pessoas que adoptaram o hábito de mastigar, passaram a dar mais valor a refeições mais simples, satisfazendo-se com menos, ao mesmo tempo que absorvem melhor. Mastigar 50 a 100 vezes torna a comida deliciosa. A mastigação revela o verdadeiro sabor dos alimentos, habilitando-nos a distinguir os alimentos bons e maus; os alimentos bons tornam-se mais saborosos à medida que mais mastigamos.



11. Elimina a Flatulência



Muita gente sofre de gases intestinais. Há dois tipos de flatulência.Um tipo é inodoro e ocorre devido a uma mastigação inadequada e ao excesso de alimentos. Se mastigarmos os alimentos calmamente e em silêncio, de preferência com os olhos fechados, comeremos menos e reduzirá a flatulência. A flatulência mal cheirosa acontece em pessoas que têm má digestão devido a uma dieta errada, combinação imprópria de alimentos, alimentos mal cozidos e mastigação inadequada.



12. Elimina o Stress e as Tensões



Muita gente carrega consigo muita tensão e stress. Quanto mais calmamente as refeições forem feitas, maior será a energia que entra no corpo. Quando a mastigação é praticada como uma forma de meditação, a refeição transforma-se em algo semelhante à oração, porém não do tipo religioso; passa a ser uma experiência vigorosa, com efeitos calmantes e curativos, que poderá desfrutar duas a três vezes por dia.



13. Elimina o Mau Hálito



Os odores do mau hálito provêm de diversos factores. A maioria das pessoas que tem mau hálito crónico come demais ou muito frequentemente. Antes de acabar a digestão de uma refeição já começam outra. Tomam lanches e “beliscam” entre as refeições. Três refeições são suficientes se comermos correctamente. Muitos satisfazem-se com apenas duas refeições por dia. Lembre-se de que temos a opção de purificar ou putrefazer o nosso sistema digestivo. Um sistema digestivo saudável geralmente traduz-se num corpo e mente saudáveis. Há um ditado que diz: bom hálito significa boa disposição.



14. Activa as Glândulas



Uma boa mastigação afectará o sistema endócrino glandular. A mastigação activa todas as glândulas, desde a pituitária até à tiróide, o pâncreas, o baço e as gónadas. Os órgãos sexuais tornam-se mais equilibrados. A glândula que sofre a maior mudança é o timo, o qual produz as células-T, necessárias para o bom funcionamento do sistema imunitário. De acordo com as pesquisas do American Medical Dictionary, a hormona parotina, o qual é excretada durante a mastigação, aumenta a produção das células-T. A mastigação é essencial para pessoas com SIDA ou com qualquer outra doença degenerativa.



15. Alcaliniza o Organismo



Um corpo saudável é mais alcalino que ácido. A mastigação cria uma condição mais alcalina no corpo porque a saliva é alcalina e, ao misturar-se com os alimentos, alcaliniza os alimentos que ingerimos. Até os hidratos de carbono podem criar uma condição ácida se não forem bem mastigados. O pH da saliva é de 6,8 a 7,2. O pH normal do sangue varia dentro da pequena faixa de 7,35 a 7,45. Em comparação com a água, portanto, o sangue normal tem o pH levemente alcalino. Quando o pH do sangue está abaixo de 7,35 existe acidose; se o pH do sangue é superior a 7,45, existe alcalose. Quando a acidose é severa e o pH alcança valores abaixo de 6,85, em geral as funções celulares alteram-se de tal forma que sobrevém a morte celular; o distúrbio é irreversível. Do mesmo modo, nas alcaloses severas e persistentes, os valores de pH superiores a 7,95 são incompatíveis com a normalidade da função celular. O distúrbio é irreversível e, em geral, ocorre a morte celular.



16. Auxilia na Cura de Úlceras



A mastigação aumenta a quantidade e a qualidade de saliva, a qual é um curativo para qualquer tecido, interno ou externo. Frequentemente recomenda-se a pessoas com desordens estomacais ou digestivas que retenham uma ameixa umeboshi na boca para estimular a produção de saliva. A saliva é um remédio natural e, quando ingerida, neutraliza o excesso de acidez no estômago e auxilia no alívio de úlceras.



17. Cria Dentes e Gengivas mais Fortes



A mastigação estimula o fluxo do sangue e dá energia para os dentes e gengivas, uma vez que os usamos mais. Reduz a ansiedade por alimentos não saudáveis. Se mastigarmos bem alimentos saudáveis, aos poucos descobriremos que a ansiedade por alimentos não saudáveis diminuirá. Quando começamos a mastigar realmente bem, o desejo por alimentos animais, incluindo peixe, fruta, sobremesas,diminui na proporção que aumenta a mastigação.



18. Desenvolve a Criatividade



Ao mastigar mais, comemos menos e comer menos estimula um fluxo mais vigoroso de energia através do organismo. Uma alimentação em excesso provoca estagnação do corpo, da mente e dos canais criativos. A inspiração tem as suas raízes na palavra “respiração”. O oxigénio consegue fluir com maior facilidade num corpo livre de estagnação e gordura excessiva. A criatividade em todos os níveis aumenta quando estamos sincronizados com a Natureza, através de um estilo consciente de vida.



19. Promove o Rejuvenescimento



A mastigação tem efeitos rejuvenescedores. Os indivíduos da comunidade Hunza dos Himalaias são conhecidos pela sua longevidade e prática da mastigação. O Dr. Tomozaburo Ogata, professor da Escola de Medicina da Universidade de Tóquio, conduziu uma extensa pesquisa a respeito do rejuvenescimento. Essa pesquisa é mencionada no livro Natural Immunity, de Noboru Muramoto. Noboru Muramoto diz que o Dr. Ogata descobriu que a mastigação revitaliza o corpo porque activa as glândulas parótidas, localizadas em cada lado das mandíbulas, abaixo dos ouvidos. Quanto mais mastigarmos, mais activas as glândulas se tornam, produzindo a hormona parotina. Se se mastigar poucas vezes, a hormona é engolida e destruída no estômago. Mastigando bem faz com que a hormona parotina seja absorvido pelo sistema linfático. A hormona renova as células, afectando o sistema endócrino glandular e rejuvenescendo o corpo inteiro. O Dr. Ogata extraiu a hormona parotina da saliva da vaca e injectou-a em alguns pacientes; em poucos meses esses pacientes tinham uma aparência de dez anos mais jovens. Mas, com o tempo, os efeitos rejuvenescedores diminuíram porque a hormona era apropriada para vacas e não para seres humanos. Cada um de nós pode mastigar bem e produzir as suas próprias hormonas rejuvenescedoras.



20. Cria maior Vitalidade e Vigor Sexual



É natural e lógico que qualquer coisa que aumente a nossa energia e melhore a nossa saúde também melhorará os nossos órgãos sexuais e a nossa vida sexual. Impotência, infertilidade, falta de orgasmo são primariamente resultados da energia bloqueada e nutrição inadequada.



21. Melhora as Condições de todos os Órgãos



Uma das razões pelas quais a mastigação é importante é porque fará com que coma menos. Como consequência terá um fígado mais saudável. Este é o primeiro passo para a longevidade e uma saúde melhor. Não existe saúde sem um bom fígado e não existe um bom fígado sem uma boa mastigação.



22. Aumenta a Eficiência na Vida



”Parece que quanto mais mastigo mais tempo tenho! Completo as minhas tarefas com maior rapidez e eficiência. O relógio passou a ser meu aliado” - Jane Quincanno. “Salivação é salvação”- Tomio Kikuchi.





3º - SHIZEN-SHOKU



Comer alimentos da estação, biológicos e de origem vegetal.



A maioria das pessoas pensa que dá demasiado trabalho comprar folhas frescas, por isso prefere congelá-las, ou comprá-las já preparadas. Estão sempre dispostas a matar o tempo e não lhe dão o real significado. Preparar os vegetais verdes é um acto humano sagrado. Na realidade dá trabalho preparar vegetais, mas o prémio é muito grande. Comê-los é sempre um prazer, não só pelo seu valor nutritivo. Os vegetais de folha verde são uma importante fonte de clorofila, elemento necessário para criar glóbulos vermelhos de boa qualidade,que transportam o oxigénio ao organismo.

Se comemos vegetais verdes o nosso cérebro funciona melhor e o pensamento é mais claro. O cérebro necessita de grande quantidade de oxigénio para funcionar. É de suma importância que o nosso organismo receba oxigénio suficiente, particularmente quando estamos doentes.

Não só o ar que respiramos deve ser fresco e limpo, mas também os glóbulos vermelhos devem ser saudáveis de maneira a aceitar o oxigénio e levá-lo a todo o organismo. É preferível cozinhar os vegetais especialmente quando o tempo é mais fresco. Os vegetais de folhas verdes são muito importantes para a vesícula biliar assim como para o cérebro. Já as raízes são benéficas para o intestino delgado. A pele dos vegetais e raízes é benéfica para a pele.

Os vegetais naturalmente doces, como a abóbora, cenoura, cebolas, repolho são benéficos para o baço. Em caso de contracção corporal, pessoas com condição yang dos rins, fígado, bexiga e intestino grosso é necessário uma boa quantidade de vegetais cozidos e crús. Os vegetais silvestres como a artemisia e o dente-de-leão são adequados para o coração e o sangue. Algumas pessoas têm uma condição anémica, mas se elegerem uma alimentação rica em cereais e vegetais, especialmente vegetais de folhas verdes melhoram mais rápido. As plantas verdes realizam a fotossíntese, absorvendo CO2 e libertando O2, e os nossos pulmões fazem o oposto, libertam CO2 e absorvem O2. . Nos vegetais verdes, a clorofila é responsável por unir o dióxido carbono com a seiva. No corpo humano, a hemoglobina é responsável por unir o oxigénio com o sangue. A clorofila contém magnésio, a hemoglobina contém ferro. Sendo bastante similares.

Quando ingerimos folhas verdes, consumimos clorofila. Na corrente sanguínea o magnésio é substituído por ferro e produz hemoglobina. Os vegetais verdes são como um jardim em miniatura que ingerimos no nosso organismo, provendo assim uma boa fonte de oxigénio e ao mesmo tempo a nutrição ideal para as bactérias intestinais.



CEREAIS INTEGRAIS



Os cereais são alimentos completos tanto do ponto de vista nutricional como energético, sendo constituídos basicamente por hidratos de carbono. Cerca de 50% a 60% da nossa refeição deveria constituir-se de cereais integrais em grão cozinhados e preparados de diversos métodos.



ARROZ INTEGRAL



O cereal mais equilibrado é o arroz integral, consumido preferencialmente sob a forma de grão. O arroz pode ser usado inteiro, integral, ou para quem tem problemas de assimilação, idosos, crianças, socado (retirar ligeiramente a película no liquidificador, mas inclui-la no cozimento) ou demolhado (mais yin). O arroz de grão curto é preferível, o arroz de grão médio e longo pode ser usado ocasionalmente em climas mais quentes. Os outros cereais e derivados podem ser usados ocasionalmente, mas nunca como alimento principal e básico. O arroz (constituído por duas espécies, Oryza glaberrima e Oryza sativa) é uma planta da família das gramíneas. Há milhares de anos que o arroz é alimento básico de quase metade da população mundial. O arroz integral cozido é a base da dieta macrobiótica. É o alimento preferido porque a sua relação Na/K = 1/4.5 é a mais próxima do nosso plasma 1/7.

O arroz integral é o melhor alimento para consumo diário. É o grão que contêm as mais abundantes vitaminas do complexo B e é o mais fácil de digerir. O arroz é indicado para todos os órgãos e funções, em especial, o sistema nervoso e cérebro, indicado contra as alergias, pulmões, rins, bexiga e órgãos sexuais, muito útil para hipertensão e arteriosclerose, sendo um dos melhores alimentos pata tratar problemas intestinas. Ajuda a desenvolver maior compreensão de todos os fenómenos físicos e metafísicos. O gérmen do arroz integral contém fitina (ácido fítido) que ajuda a expelir as toxinas do corpo. Se colocarmos arroz integral e arroz branco num recipiente com água, o arroz integral brota e o arroz branco apodrece. O arroz branco praticamente só contém hidratos de carbono, enquanto que o arroz integral possui todos os ingredientes para germinar a vida. O arroz integral tem 12% de proteínas e 60% de água, além da que foi absorvida pela cozedura. A sua preparação na panela de pressão é a mais aconselhável, produz mais energia e calor a quem o consome, além de ser mais doce, no entanto no Verão ou ocasionalmente pode ser admissível a sua confecção na panela de ferro, inox ou barro (para crianças e idosos). Deve ser utilizado diariamente como alimento principal e, da sua forma de prepara ção, dependerá essencialmente o nosso estado físico, psíquico e sentimental. O arroz integral não deve ser lavado em muitas águas, para não retirar as vitaminas e sais minerais. Como prato principal, o arroz deve ser preparado apenas com água e um pouco de sal marinho, de 15 a 20g por kilo. Depois de pronto pode-se adicionar uma colher de café de gómasio ou ameixa umeboshi amassada com umas gotas de shoyu ou furikake (condimento feito com pó de vegetais escaldados e secos à sombra). A adição de condimentos deve ser feita ocasionalmente e com moderação para não alterar o gosto relativamente neutro e adocicado do arroz integral.



RAIZES,VERDURAS E LEGUMES



Cada refeição deve incluir cerca de 25% a 30% de raízes, legumes e verduras, de preferência de cultivo local e sem pesticidas preparados de diversas maneiras. Para tal é muito importante frequentar cursos de cozinha macrobiótica com alguém qualificado. Bardana, cenoura, raiz de lótus, nabo comprido fresco ou seco, nabo, pastinaga, rabanete, rábano, raiz de dente-de-leão, abóbora hokkaido, abóbora cabaça, abóbora menina, couve chinesa, agrião silvestre, couve-debruxelas, nirá (cebolinho Japonês), cebola, alho-francês, couve-flor, couve-lombarda, brócolos, agrião, cebolinho, grelos, rama de cenoura, rama de nabo, rama de rabanete, feijão verde, inhame, cará são os mais aconselháveis e equilibrados para um clima temperado e de quatro estações. As pessoas muito yin deveriam escolher apenas as verduras e legumes mais yang, por exemplo: bardana, raiz de lótus, cenoura, nabo branco comprido seco, agrião, cebolinha, etc. A variação na confecção e no consumo destes alimentos pode ser infinita, se existir dedicação e estudo. Os legumes mais yin como:batata, batata-doce, tomate, pimentos verde e vermelho, beringela,espargos, espinafre, beterraba, alcachofra, abacate, courgettes, bem como legumes tropicais, devem ser evitados ou consumidos raramente e somente por pessoas saudáveis. Deve-se ressaltar a importância do uso de vegetais e raízes fibrosos e ricos em sais minerais como o agrião, cebolinha, nirá (cebolinho Japonês), bardana, raiz de lótus, cenoura, raiz e folhas de dente-de-leão, etc. Na preparação destes alimentos para doentes não se deve utilizar outros condimentos a não ser: sal marinho, shoyu ou missô e pequenas quantidades de óleo de sésamo. As raízes são mais yang e as folhas são mais yin, o cereal é mais neutro. Entre os produtos do reino vegetal, os mais yin são os vegetais que são maiores em tamanho, que crescem acima do solo, numa direcção ascendente ou, abaixo do solo, num sentido horizontal, que sejam mais sumarentos e tenros, mais compridos e frágeis e que se desenvolvem em climas ou estações quentes. Os vegetais yang apresentam um tamanho mais pequeno, crescem, abaixo do solo, numa direcção descendente ou, acima do solo, num sentido horizontal, são mais secos e compactos, curtos e resistentes e desenvolvem-se em climas ou estações frias. Também podemos classificar os vegetais segundo a sua cor, desde as mais yin - violeta, anil, verde e branco até às mais yang - amarelo, castanho e vermelho. As percentagens dos vários componentes químicos, tais como o sódio, que é yang, e o potássio, que é yin, determinam também a qualidade yin-yang dos vegetais e de outros alimentos.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

"Keynes en España y el Modelo Parasitario Chino"


Os animo a participar en el Debate.
Un afectuoso saludo,
Julián Pavón

terça-feira, 22 de março de 2011

segunda-feira, 21 de março de 2011

A Era Da Estupidez - Completo (5/9) - The Age of Stupid



Tem de ver este filme e meditar sobre a sua vida. :-)))
Agora sorria.
E que todos os seus mais belos sonhos se tornem realidade ! :-)))

sábado, 19 de março de 2011

Super Lua de 19 de marso de 2011



Temos uma LUA CHEIA muito especial ;-)
A Lua cheia de hoje (19/3/2011) à noite vai estar especialmente grande. 
Uma conjugação de acontecimentos astronómicos, que não ocorriam desde Março de 1993, vão proporcionar uma Lua 14 por cento maior e 30 por cento mais brilhante. 
A Lua completa a sua órbita mais ou menos a cada mês. 
Esta noite a Lua vai estar no seu perigeu ao mesmo tempo que é Lua cheia. O que é raro, acontece uma vez em cada 18 anos. A distância exacta da Terra à Lua durante a madrugada de domingo será de apenas 356 mil quilómetros.
PS: Entretanto ha' pouco descobri quetinha feito uma foto na noite de 19 ou ja a 20 de marco com umas coisas `a volta da lua. Nao sei o que sejam. E voce tem alguma ideia?

Ópera Burlesca em São Carlos: Banksters

Acho que vou voltar a S. Carlos!
Estou muito curiosa.
Trata-se de uma ópera actual sobre o poder da finanças e a ascensão e queda de um banqueiro.
Sendo do compositor português Nuno Côrte-Real (n.1971). O cineasta João Botelho assina pela primeira vez uma encenação no São Carlos e o maestro holandês Lawrence Renes assume a direcção musical de um espectáculo que conta com a participação da Orquestra Sinfónica Portuguesa e do Coro do Teatro Nacional de São Carlos. Os figurinos e a cenografia são de autoria de Sílvia Grabowski, a realização vídeo é de Edgar Alberto e o desenho de luz de Pedro Martins.
Com récitas marcadas para 18, 22, 24 e 26 de Março às 20h00 e 20 de Março às 16h00, esta nova produção “burlesca, satírica e irónica” é uma tragicomédia lírica em 3 actos, com libreto de Vasco Graça Moura, inspirado na peça Jacob e o Anjo de José Régio.
No palco do São Carlos, destaque para nomes portugueses tais como a soprano Sara Braga Simões (no papel de Mimi Kitsch), o barítono Jorge Vaz de Carvalho (no papel de  Santiago Malpago, o banqueiro), Diogo Oliveira, Nuno Dias e José Corvelo, entre outros.

Agora sorria e que todos os seus mais belos sonhos se tornem realidade. :-)))

Building a Roundhouse with woodhenge and cobwood

Viva a Argila! Clay power - Casas lindas!


Casas lindas e acolhedoras :-)))

terça-feira, 15 de março de 2011

Energie Bubble Demonstratiom


Enquanto treina a policia oferece extraordinaria licao de vida.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Como e Onde Comprar o Livro "Contos com Final Feliz"

Pronto!
Nao precisa de perguntar mais.
Aqui esta a seguir o link com toda a informacao para aceder ao site da editora Edium:

http://www.ediumeditores.org/postos-venda-livros.aspx

Pode encomendar pela net em varios locais alem do da editora Edium.
Agora a lista de livrarias e outros locais onde o pode pedir e comprar logo:

WOOK - Porto Editora 

Livraria Porto Editora  
Rua da Fábrica, 90,  4050-246 Porto
Livraria Porto Editora Pç. Dª Filipa de Lencastre , 42, 4050-259 Porto
Livraria Wook - MarShopping  
A. Óscar Lopes, loja 0.16, 4450-337 Leça da Palmeira
Livraria Wook – Dolce Vita Tejo 
Av. Cruzeiro Seixas, lojas 1080 e 1081, 2650-504 Amadora

El Corte Inglés

El Corte Inglés - LisboaAvenida António Augusto de Aguiar, 31, 1050 Lisboa
El Corte Inglés - PortoAv. da República 1435, Vila Nova de Gaia 

Book House

Lisboa:
Book House (Monumental) 
Edifício Monumental, Piso -1, Lojas 18 e 19
Book House (Residence)
Galerias Saldanha Residence, loja 0.12
CCB – Centro Cultural Brasileiro
Porto:
Book  House (Arrábida)
Arrábida Shopping
Book House (Brasília) 
Shopping Center Brasília, 5.º piso, loja 505 A

Letraria

Livraria Letraria - Algés
Livraria no Centro Comercial Dolce Vita ( Miraflores)

Palavras de Culto

Livraria Palavras de Culto - AmadoraRua Elias Garcia 384 B 2700, Amadora

Unicepe Porto

Livraria Unicepe
Praça Carlos Alberto, 128-A 

Brevemente disponíveis em:

  • Lojas Sonae

Lojas online:

Brevemente disponíveis online em:

  • Lojas online Sonae
  • Loja online BUKNET 

Postos de venda Pontuais

O livro Contos com Final Feliz visto do "Sofa' Amarelo"

No blog "Sofa Amarelo" foram muito generosos com o meu livro.
Escreveu  o Alex Gandum :


Maria Afonso Sancho (actriz, modelo, designer, pintora, jornalista...), autora do livro, que eu já conhecia de nome e do facebook e que agora tive o privilégio de conhecer ao vivo, e Teresa Paula Marques, autora do prefácio e apresentadora do livro, psicóloga clínica e escritora, minha amiga e a pessoa que me meteu nestas coisas dos blogues há 5 anos e pouco.


Muito se fala de pedofilia nos últimos anos mas nunca ninguém tinha escrito sobre a maneira como as crianças se podem defender desse drama, tantas vezes sofrido no silêncio do medo. Maria Afonso Sancho alterou isso ao escrever um livro que mostra uma vertente de abuso sexual que muita gente não entende... ou não quer entender! Uma obra indispensável a todos os que privam e trabalham com crianças, pais incluídos!
Pode ver, clicando a seguir, o que escreveram ale'm dos interessantes comentarios.
http://omeusofaamarelo.blogspot.com/2011/03/ensinar-as-criancas-defenderem-se-da.html
Agora sorria!
E que todos os os seus mais belos sonhos se tornem realidade :-)))

Contos com Final Feliz - Apresentação por Teresa Paula Marques 05/03/2011

Lamento que a qualidade pudesse ser muito melhor.
Mas se puser o som alto consegue ouvir bem a excelente intervencao da Mestre Teresa Paula Marques.
Todos aprendemos ao ouvi-la.
Este video foi uma generosa atencao feita pelo pai de uma amiga minha. E gratidao e' sinal de saude!

quinta-feira, 3 de março de 2011