sexta-feira, 17 de fevereiro de 2006

Agostinho da Silva nasceu há 100 anos


Agostinho da Silva nasceu há 100 anos. A 13 de Fevereiro 1906.
Como profeta que foi, cada dia mais nos surpreende com a sua actualidade.
Como ele dizia um profeta nunca pode ser um bom político. E político ele nunca o foi. Senão estaria hoje apenas nos livros de História num lugar demasiado discreto. Pois não tinha feito morrer montanhas de seres humanos inocentes. Já reparou que quanto mais matam mais lugar lhes dão nos livros de História?
A minha vida divide-se no Antes e no Depois de ter descoberto este Grande Senhor. Foi o Luis Carlos de Matos quem primeiro me chamou a atenção para ele. Éramos tão novos e entusiastas!
Começou então a minha reconciliação comigo mesma nesta Grande Aventura da Vida.
-Afinal não sou só eu. Este também vive só fiel a si mesmo. E ao Deus dará.
Afinal não era só eu a pessoa com estranhas opções de vida, nada fáceis; mas aquelas certas para me deixarem sempre de bem comigo mesma.
Ele também viveu transmutando alquimicamente as dores da vida.
A nossa sociedade oferece às mulheres muitas oportunidas de não assinar declarações com que não estão de acordo.
Diziam-me:
-Toma um válium! Assim já não precisas de fazer tal coisa!
Escolhas fracturamtes não são muito bem entendidas. Ele também não assinou a tal declaração.
Afinal não era só eu que era convidada pela professora de Filosofia para mostrar aos seus alunos do secundário que a vida e o sucesso eram possíveis para pessoas fora da manada.
Clique aqui para saber mais sobre esta grande figura da Portugalidade. Tem também um link na lista do lado. Está sempre a ser actualizada e tem toda a informação. Clique na imagem até 2 vezes para poder ler bem.
Clique aqui para saber do muito que há na net sobre este Homem.
Vou fazer uma conferência sobre ele no dia 24 de Março, próximo. Calha a uma 6ª feira.
No Salão Nobre da Associação Agostinho da Silva. (18 h; Rua do Jasmim 11, ao Príncipe Real em Lisboa)
Tem o título A Aventura da Vida.
Apareça.

4 comentários:

Anónimo disse...

O anarquismo profético do Prof. Agostinho da Silva
Por viriato 13/02/2006 às 03:30

O anarquismo profético do Prof. Agostinho da Silva ( a propósito do centenário do seu nascimento)


Passam hoje 100 anos do nascimento do Professor Agostinho da Silva (1906-1994), um dos autores mais interessantes das letras e da cultura escrita e falada em português. Estão programadas várias iniciativas, para os próximos dias e meses, a fim de comemorar a data e chamar a atenção para a figura, o valor e importância do seu pensamento.
Agostinho da Silva é certamente dos autores, juntamente com Pessoa e Teixeira de Pascoais, que mais falaram e se dedicaram a perscrutar o que é ser português. Mas, ao contrário de qualquer nacionalismo serôdio, o seu motivo de interesse é eminentemente de tipo universalista e humanista. Aliás, uma das suas frases mais conhecidas - « Só então Portugal, por já não ser, será» - revela todo a sua visão universalista que encontra em Portugal a consumação da Humanidade. Talvez não por acaso Agostinho da Silva é um biógrafo dedicado, um autor para quem a educação é um dos seus temas predilectos.

ver:
http://pimentanegra.blogspot.com/

URL:: http://pimentanegra.blogspot.com

Anónimo disse...

Tenho um livro do Quino em que num dos desenhos as tropas atacam os manifestantes com mancheias de valium. Os manifestantes mantinham-se parados e de boca aberta.
Agora vi esta frase de não faças escolhas fracturantes que é mais fácil tomar um válium.

Anónimo disse...

Portugal já civilizou África, América e Ásia. Falta civilizar a Europa.

Esta provocação do Agostinho é a que mais gosto.

risocordetejo disse...

Um abraço, Maria, e boa conferência! Vai ser excelente, sem dúvida. tenho pena de não poder ir, mas tenho uma aula. Depois me conta, ok? Até breve.