quinta-feira, 13 de outubro de 2005

Porque é tão fácil aos animais irracionais curarem-se?




Porque é tão fácil aos animais irracionais curarem-se?
A notícia de que o gato do Silvio se curou rapidamente, depois de 3 meses doente, fez-me lembrar outros episódios.
Também dou apoio a uma senhora que cria animais de estimação. É tão fácil que eles se recuperem. Dá gosto ver os resultados. Basta uma ajudinha e eles curam-se.
Ela só passa a vida é a queixar-se de ser obrigada a vaciná-los. Já conseguimos evitar grande parte dos efeitos secundários. Mas lamentamos muito o efeito das vacinas. Que praga!
Com os animais racionais (nós ;-)) as melhores para a auto-cura (a única cura possível, nós somos meros catalizadores da auto-cura) são as pessoas que se dedicam seriamente a uma busca espiritual. Pois já sabem que esta cura é possível.
Recordo quatro exemplos muito elucidativos:
1- Aconteceu no início dos anos 90 em Lisboa. Uma senhora apareceu-me com uma verruga plantar. Já tinha ido ao médico e ao enfermeiro durante a semana anterior. Sempre o mesmo diagnóstico, prognóstico. Mas ela não queria que lhe cortassem e deitassem fora um bocado do seu corpo. Mesmo que fosse uma incomodativa verruga plantar que lhe fazia muito doer ao andar.
Ela é uma pessoa que já tinha um longo percurso na busca espiritual. Sabia que somos apenas energia em movimento.
Tivemos uma longa conversa sobre a vida dela. Chamei-lhe a atenção de que a doença é algo que vem do nada e para o nada pode voltar. Dei-lhe uma frase para ela repetir com a máxima frequência. Ela já fazia uma alimentação vegetariana. Nesta recomendei uns ajustamentos. Mais um chá de cereal.
Cerca de 8 dias depois telefonou-me muito contente. Tinha voltado ao médico e este ficou muito surpreendido de já não lhe encontrar nada no pé.
2- Um "guru" de muito sucesso aqui pela Ibéria telefonou-me muito aflito. Num sábado. Já nos conhecemos há uns 20 anos por calcorrearmos as mesmas estradas. Não concordo em tudo nas teorias dele; mas admiro o seu percurso. E é uma pessoa boa.
Estava em Espanha a meio de um dos seminários e tinha ficado com uma crise muito, muito cruel de... hemorroidas. .-(((
Imagine a situação!
Para acabar com esta crise aguda fui-lhe fazendo sugestões de coisas, em cima das quais se sentar. Depois de umas 5 sugestões acertei em algo que existia no Ashram. Ele desligou logo muito contente. Na 2ª feira seguinte ele, que é bem educado, telefonou a agradecer-me muito, pois tinha-lhe desaparecido o problema em minutos.
3- Uma tarde estava à espera de um eléctrico na baixa. Vejo na paragem uma jovem muito bonita mas com um acne terrível. Tinha 27 anos e o acne desde os 12. Resolvi fazer algo pouco convencional. Dei-lhe um cartão meu e dizendo-lhe para me telefonar quando se fartasse do acne e se se quisesse curar. Ficou muito surpreendida; mas nessa noite estava a telefonar-me. Tinha de partir para o Algarve portanto tive de arranjar maneira de a receber no dia seguinte. Conversamos sobre a vida dela. Dei-lhe uma fraze para repetir. Receitei-lhe um oligoelemento (como ao gato ;-). Fiz-lhe umas chamadas de atenção para o estilo de vida e a alimentação.
Na semana seguinte telefonou-me a desmarcar a consulta pois o acne tinha passado à história; só tinha as marcas das borbulhas. Disse-lhe que era importante vermo-nos para as fazer desaparecer dentro do máximo possível. Mas ela não quis voltar a Lisboa. Nunca mais a vi. Espero que esteja bem e o verão não lhe tenha piorado as cicatrizes.
4- Uma senhora que tinha usado muito cocaína tinha os dedos das mãos roxos e outros problemas afins. Conversamos sobre a vida dela. Receitei-lhe um oligoelemento. Sugestões de estilo de vida e alimentação. Um mês depois estava com as mãos quase normais e a dormir muito melhor. Telefonou-me uns meses depois a dizer que já estava bem.

Há que ter sempre presente que a única cura possível é a auto-cura. Eu só ajudei a dinamizar-lhes a auto-cura.
Parece-me que se os nossos irmãos irracionais nos levam avante na auto-cura é porque não têm ideias preconcebidas a este respeito. Não se apegam à doença. Fluem na e com a vida. Assim basta-lhes uma pequena ajuda para voltarem à harmonia.

2 comentários:

Anónimo disse...

Assunto: FW: Cuidado com o telemóvel






--------------------------------------------------------------------------------



TENHA CUIDADO, ISTO É MUITO PERIGOSO.

Por favor, não atenda um telemóvel quando estiver a carregar a bateria do mesmo.
Há alguns dias atrás, uma pessoa estava a carregar a bateria do seu telemóvel em casa,
quando o mesmo tocou e ele atendeu a chamada, com o aparelho ligado à corrente.

Após alguns segundos ocorreu uma descarga eléctrica através do telemóvel
e o jovem foi fortemente projectado para o chão.

Os seus pais apressaram-se a ajudá-lo e encontraram-no inconsciente,
com batimentos cardíacos enfraquecidos e queimaduras nos dedos.

Foi levado de urgência para o hospital mais próximo,
mas foi pronunciado morto à chegada.

O telemóvel é uma invenção moderna e muito prestável.
No entanto devemos ter cuidado, pois pode-se tornar num objecto mortífero.
Nunca use o telemóvel enquanto estiver ligado à corrente.

Envie esta mensagem às pessoas de quem gosta.

silvio disse...

PODE ser que esta noticia lhe interesse.
não é muito agradável a noticia:

EUA podem aprovar uso de leite e carne de animais clonados
O governo americano pode aprovar em breve o uso de carne e leite de animais clonados para consumo humano, apesar de a ideia ser rejeitada pela generalidade dos cidadãos.


ler mais em:
http://ciberia.aeiou.pt/?st=3581